Se ideias como “abrir um negócio próprio”, “empreender” e “ser seu próprio patrão” lhe chamam atenção, então há algumas coisas que queremos te dizer nesse post.

Viver com essas ideias na cabeça, ter dinheiro guardado e sempre se deparar com esse assunto não são apenas sinais de que você pode ser um empreendedor. Tudo isso mostra que você está no caminho certo para ter um produto ou serviço no mercado com a sua cara. Porém, ainda há muito desse mundo que deve ser explorado antes e do pontapé inicial.

Investir recursos financeiros em ideias próprias para abrir um negócio não é tão simples. A melhor escolha sempre é entender todos os processos necessários, antes da efetiva abertura, para que seu capital seja aplicado da forma mais segura e correta possível.

Pensando nisso, o post de hoje vai dar 8 dicas para tirar seus projetos do papel e transformá-los em realidade. Se você tem uma empresa com portas recém abertas, aproveite e dê uma revisada em como começou essa empreitada. Pode ser que você tenha deixado algo de importante de lado e que ainda dê tempo de corrigir algumas coisas no seu empreendimento.

Venha conosco e boa leitura!

1. Se envolva no mundo dos negócios

Ambientar-se com a  realidade profissional que você almeja é de suma importância, principalmente para quem está deixando a posição de subordinado para ser aquele que toma as decisões finais Além disso, estar em contato com pessoas que compartilham da mesma vontade de ser empresário faz com que as suas ideias se confrontem com as de terceiros, comportamento que pode ser bastante enriquecedor para seus planos.

Não tenha medo de expor seus desejos em relação ao mercado, pois o produto que você vai oferecer começa a ser moldado nesse momento. Nesse sentido, procure participar de workshops de empreendedorismo, palestras sobre startups de sucesso, enfim, circule no meio em que há pessoas com sonhos similares ao seu. O Sebrae, por exemplo, sempre realiza eventos com a finalidade de integrar pessoas pessoas e projetos. Abra sua mente!

2. Firme e comprove suas ideias no mercado

Estando agora inserido no meio, é importante solidificar suas ideias, criar um projeto final de produto ou serviço e realizar testes no mercado. Crie miniaturas de seus produtos, saia para conversar com clientes que deseja atingir e mesmo com aqueles que não sejam o foco.

Fazer isso é uma maneira de ver como o mercado reage ao que, em pouco tempo, deverá estar nas prateleiras. Escute o que as pessoas têm a dizer, se aprovam ou não sua iniciativa, quais os pontos que pensam ser positivos ou negativos. Estude!

3. Crie estratégias para alcançar seus clientes

Pensar em formas de fazer a ponte entre a sua oferta e seu consumidor é crucial para a empresa começar com o pé direito. É importante ressaltar que oferecer um produto ou serviço que represente o estilo de vida do cliente é uma das chaves para se obter sucesso, pois a partir desse ponto pode ser trabalhada a forma mais adequada de se fazer publicidade e propaganda. Vale ressaltar que contratar um especialista no assunto ou receber uma consultoria de marketing acaba sendo um ótimo investimento.

4. Detalhe todas as atividades da empresa

É aconselhável colocar no papel todos os processos e fases que serão necessários para que o empreendimento coloque sua mercadoria nas mãos de quem vai consumir. Elabore um relatório com as atividades que serão desempenhadas e quem as executará, anotando também os insumos empregados.

Tenha um plano que mapeie todo o processo produtivo para que, quando for implementado, cada colaborador tenha seu espaço de trabalho definido. Naturalmente, isso servirá como um guia inicial, podendo ser alterado conforme as necessidades forem surgindo.

5. Planeje suas finanças

Neste momento, deve ser feita uma atribuição de valor às atividades e processos que foram definidos, além da pesquisa de preços dos insumos. Calcule quais vão ser os gastos fixos da empresa, como contas de luz, estoques e folha de pagamento, deixando sempre um espaço para os gastos variáveis. Entenda e assuma responsabilidades em relação a fluxos de caixacontrole de contas e suas datas de pagamento e recebimento. 

6.  Acerte-se com os impostos

Consulte um especialista em contabilidade para saber quais são as obrigações tributárias que deverão ser cumpridas. Ficar em dia com impostos é fundamental para a manter uma empresa, posteriormente, sem dívidas e sem problemas com a receita. Um contador saberá como colocar esses encargos financeiros dentro de suas contas da melhor maneira possível, sem que eles pesem tanto na hora de fazer os cálculos. 

7. Cuide da burocracia

Tornar um empreendimento real é colocá-lo à luz de regimentos e leis. Há normas que devem ser seguidas e registros (CNPJ, por exemplo) a serem feitos para que a justiça reconheça como legal o seu empreendimento e os contratos, sejam eles de trabalho, fornecedores ou venda, que o negócio inevitavelmente assinará para realização de suas atividades.

8. Valorize a cultura da empresa

É importante que a personalidade do seu negócio esteja presente, desde o início, tanto nos produtos ou serviços que são oferecidos como também nos funcionários e no dia a dia de realização de tarefas.

Ter tudo reunido pelo mesmo propósito faz com que os funcionários possam vestir sem dificuldades e rotineiramente a camisa da empresa, situação que gera bons frutos nos resultados finais, além de fortalecer e demarcar espaço no mercado. Isso impõe respeito ao trabalho que se faz, sendo também uma forma de se diferenciar de concorrentes diretos.

Essas são dicas de como abrir um negócio próprio de forma mais segura, sem colocar em risco o capital e tempo investidos ao colocar a mão na massa para realizar o sonho de se tornar empreendedor. 

Se você já abriu sua empresa, temos mais conteúdo disponível para te auxiliar em variados momentos do negócio. Não fique perdido durante a administração de sua empresa, fique atento às dicas de gestão financeira que podem ser muito úteis nas suas tomadas de decisão.

Gostou do texto? Leia também nosso guia básico para as empresas terem sucesso nos negócios!

 

Kyvya Revoredo

Kyvya Revoredo é contadora, pós-graduada em comércio exterior pela UES. Gerencia a Contábil Rio, empresa com tradição no mercado de contabilidade desde 1955, executando um trabalho estratégico e utilizando as melhores práticas de redução de custos para as empresas.

8 dicas para tirar suas ideias do papel e abrir seu negócio próprio
Rate this post