O balanço patrimonial é uma demonstração contábil realizada com o objetivo de avaliar a situação patrimonial e financeira de uma empresa. É imprescindível que o empresário conheça este relatório e tenha condições de interpretar os seus resultados, o que é feito por meio da análise de balanço.

A avaliação desta demonstração contábil permite que o empresário tenha elementos financeiros realistas que permitam embasar a elaboração de estratégias de gestão para o negócio. 

A Lei 6.404/76, que dispõe sobre as Sociedades por Ações, regula a obrigatoriedade na elaboração deste documento, determinando ainda algumas regras a respeito da sua formalização. Além disso, outras leis tratam do assunto, conforme você poderá ver adiante. Acompanhe este artigo e confira as melhores dicas sobre análise de balanço para empresários!

Conceitos e elementos técnicos do balanço patrimonial

Para entender um pouco melhor o balanço e poder realizar uma análise mais adequada do documento é importante conhecer os elementos que o compõem:

Ativos

São os bens e direitos da empresa. Incluem-se o estoque, aplicações financeiras e todos os recursos que possam vir a trazer benefícios econômicos para o negócio.

Passivos

São todas as obrigações da empresa como dívidas e contas a pagar.

Patrimônio Líquido

É o saldo resultante entre o valor do ativo e do passivo, composto pelo capital da empresa, reservas, lucros ou prejuízos, entre outros.

Assim, o documento contábil conhecido como balanço patrimonial traz um apanhado de todas as informações sobre o patrimônio da empresa, incluindo estoque, bens, empréstimos em andamento, débitos com fornecedores, despesas com pagamento de obrigações trabalhistas e demais obrigações relacionadas à rotina e funcionamento da empresa.

Conhecendo a estrutura do balanço patrimonial

A estrutura do balanço patrimonial inclui as seguintes informações:

Ativo — à esquerda do relatório ou acima

  • Circulante
  • Não circulante
  •      Realizável a longo prazo
  •      Investimentos
  •      Imobilizado
  •      Intangível

Passivo — à direita do relatório ou abaixo

  • Circulante
  • Não circulante

Patrimônio Líquido — à direita do relatório ou abaixo do Passivo

  • Capital Social
  • Reservas de Capital
  • Ajustes de Avaliação Patrimonial
  • Reservas de Lucros
  • Ações em Tesouraria
  • Lucros ou Prejuízos Acumulados

Como você pode ver, o balanço patrimonial possui uma estrutura simples, composta por duas colunas principais, sendo que na coluna do lado esquerdo constam as informações sobre o Ativo e na coluna do lado direito encontram-se as informações sobre o Passivo da empresa. Na mesma coluna onde constam as informações sobre o Passivo, encontram-se também os dados sobre o Patrimônio Líquido do negócio.

Vale destacar que essa estrutura é definida em lei e deve ser respeitada, entretanto, a padronização pode variar de acordo com a natureza da empresa e suas regras especiais. Por isso é importante contar com a assessoria de um profissional com conhecimento técnico suficiente para assessorar sua empresa com relação aos assuntos contábeis.

Análise da liquidez e solvência

A análise de balanço pode ser feita sob dois aspectos principais: aspecto financeiro e aspecto econômico. O aspecto financeiro trata de informações relacionadas à liquidez e solvência da empresa.

A liquidez representa a capacidade da empresa de quitar suas obrigações, cumprindo adequadamente todas os compromissos firmados com terceiros e garantindo a continuidade das atividades. A solvência, traz uma análise da empresa a longo prazo, avaliando por exemplo, se há riscos da empresa ir à falência.

Por meio do balanço patrimonial é possível observar estas duas informações, permitindo que o empresário tenha condições de avaliar a situação do negócio a curto e longo prazo, garantindo a adoção de estratégias de gestão que visem evitar qualquer tipo de problema que traga prejuízos para o negócio.

Análise da rentabilidade, rotatividade e produtividade

O aspecto econômico do negócio permite a análise da rentabilidade, rotatividade e produtividade do negócio.

A rentabilidade permite a avaliação da capacidade da empresa de oferecer um retorno do capital investido, gerando lucros. A rotatividade, por sua vez, avalia a capacidade de rotação dos elementos patrimoniais do negócio, como controle de estoque e contas/obrigações a serem cumpridas.

Por fim, a produtividade permite a análise da produção de receitas através dos ativos, como a verificação dos resultados da produção de bens e da sua venda para o consumidor.

Outros aspectos importantes na análise de balanço

O balanço patrimonial traz um panorama muito interessante sobre a realidade financeira do negócio. Além das informações citadas, é importante que o empresário tenha conhecimento sobre a realidade do seu negócio e possa interpretar as informações produzidas pela empresa de acordo com as suas necessidades.

Para isso, além de conhecer estes conceitos, é imprescindível contar com a assessoria de um profissional do ramo contábil, que possui conhecimento aprofundado sobre o tema e poderá auxiliar na interpretação do balanço e na elaboração de estratégias econômico financeiras para o negócio.

Outra dica importante envolvendo a análise de balanço é a  adoção de um sistema que auxilie no lançamento e controle das informações diariamente geradas pela empresa. As informações geradas e a forma como elas são armazenadas dizem muita coisa sobre a organização e o controle da sua empresa.

Entendendo a importância do balanço patrimonial

Se você tem dúvidas sobre a elaboração e análise de balanço vale a pena conversar com o seu contador e buscar sanar todas as dúvidas relacionadas ao documento.

Elabore um cronograma de trabalho que permita que você atualize mensalmente o seu balanço, desta forma o trabalho será muito mais rápido no final do ano. É indispensável que a sua empresa tenha um controle e planejamento de contabilidade altamente eficientes. Para isso, planeje e organize a sua rotina.

O balanço patrimonial é considerado uma das informações financeiras mais importantes da empresa. Isso significa que ele deve ser feito com responsabilidade, organização e precisão. Só assim você vai garantir um controle realista da realidade financeira do seu negócio.

Para uma gestão eficiente é importante estar atento às dicas de profissionais técnicos com expertise na área, por isso, busque sempre a orientação de um contador.

Agora que você já conhece as principais informações sobre o balanço contábil e já sabe como começar a análise de balanço, vale a pena aprofundar o seu conhecimento com a leitura do artigo sete dicas de redução de custos em pequenas empresas

Confira também:

https://materiais.contabilrio.com.br/guia-imposto-a-recuperar-e-recolher

Kyvya Revoredo
Kyvya Revoredo é contadora, pós-graduada em comércio exterior pela UES. Gerencia a Contábil Rio, empresa com tradição no mercado de contabilidade desde 1955, executando um trabalho estratégico e utilizando as melhores práticas de redução de custos para as empresas.
Entenda aqui os primeiros passos básicos da análise de balanço
5 (100%) 1 vote