Em maio de 2018, o número de brasileiros com, pelo menos, uma conta em atraso chegou a 62 milhões. A inadimplência nas empresas é um problema grave para os empreendimentos, especialmente os de menor porte. Quando esse quadro acontece, há desafios na gestão financeira, perda de previsibilidade e diminuição da lucratividade.

A melhor maneira de lidar com o problema é investir na prevenção. Dessa forma, é possível garantir que a empresa fique com as finanças saudáveis em todos os períodos. Sendo assim, veja, a seguir, nossas 7 dicas imperdíveis para cobrar os clientes e evitar a inadimplência nas empresas.

1. Incentive o pagamento à vista ou por cartão de crédito

Alguns meios de pagamento apresentam menor segurança do que outros. Se a sua empresa adota versões como as promissórias, o cheque ou o carnê, ela assume os riscos de o cliente não fazer a quitação. As taxas são menores, mas, a falta de previsibilidade dispara enquanto o controle é prejudicado.

Para evitar isso, o ideal é incentivar formas mais seguras. O pagamento à vista elimina qualquer chance de inadimplência, já que o comprador paga no momento em que consome, mas, se for para parcelar, o melhor é investir no cartão de crédito.

Apesar de essa modalidade ter taxas maiores, o risco não é repassado ao empreendimento. Caso o cliente não ofereça os recursos necessários, a dívida é apenas entre o usuário e a operadora do cartão e o seu estabelecimento receberá o dinheiro do mesmo jeito.

2. Crie uma política de concessão de crédito

Em várias situações, os negócios preferem trazer a alternativa de crédito interno, como ao oferecer um cartão próprio ou carnês. Essa é uma opção interessante para estreitar relacionamentos e diminuir as taxas pagas. Contudo, é preciso tomar cuidado.

Para evitar o fantasma da inadimplência nas empresas, é fundamental ter uma política bem definida. Estipule quais são os critérios para um cliente receber crédito, como apresentar capacidade financeira e ter o nome limpo nos órgãos competentes.

3. Tenha um histórico de pagamento dos clientes

Conhecer muito bem os consumidores é determinante para evitar os impactos da inadimplência. Para tanto, mantenha e alimente um histórico contínuo quanto ao pagamento das pessoas.

Verifique, por exemplo, se o cliente paga as parcelas em dia e qual é a forma preferida dele para quitar os valores. Ao conhecer o comportamento pregresso, é fácil verificar se um consumidor tem chances de ficar inadimplente.

O histórico é ainda mais relevante na hora de conceder crédito extra, como ao aumentar o limite de compras no carnê, por exemplo. Para tanto, invista em uma plataforma específica, como um CRM, e registre os dados importantes.

4. Incentive o pagamento em dia

Outra maneira de reduzir os riscos de lidar com os inadimplentes é criar medidas que estimulem e premiem a quitação em dia. Ofereça, por exemplo, descontos para quem pagar à vista. Também é válido estabelecer condições como gratuidade da última parcela para quem não atrasar as prestações do carnê.

Ao incentivar a adimplência, os clientes se sentirão recompensados e terão um motivo a mais para dar preferência para o pagamento do seu negócio. Em médio e longo prazo, você observará uma abrupta diminuição nos números de pessoas que não pagam na data especificada.

5. Alie a equipe de vendas à parte financeira

É muito comum pensar que o time comercial e o financeiro atuam em áreas distintas. Contudo, as ações de cada um influenciam o outro, sendo essencial realizar uma união entre esses grupos.

A equipe financeira deve repassar quais são as taxas de inadimplência e quais são os principais gargalos, como perfis inadequados para a concessão de créditos e resultados do fluxo de caixa. Por sua vez, o time comercial deve buscar clientes adimplentes e realizar um trabalho em busca do pagamento sempre em dia.

Os dois times também devem planejar descontos e até negociações com consumidores prestes a incorrer em inadimplência, como os que não conseguirão fazer o pagamento completo na data combinada. Desse jeito, ambos reconhecem os desafios da outra equipe e trabalham rumo aos objetivos do empreendimento.

6. Fortaleça o relacionamento no pós-vendas

Quando a empresa se preocupa em manter os consumidores por perto, aumentam as chances de eles darem preferência na hora do pagamento. O motivo é simples: com o relacionamento fortalecido, os clientes encaram o estabelecimento como um parceiro importante, e para não prejudicar a relação, é comum que evitem os atrasos.

A estratégia de pós-vendas é a grande responsável por tal efeito. Após obter a conversão e conceder crédito de acordo com os fatores de análise, mantenha o cliente sempre por perto. Demonstre interesse em garantir o sucesso para quem consome e fortaleça o suporte em vários níveis.

Com o contrato próximo, a empresa ainda poderá saber se existe algum impedimento para os próximos pagamentos e se há a necessidade de tomar medidas para evitar a inadimplência.

7. Relembre o cliente do prazo com antecedência

Muitos negócios só se preocupam com a falta de cumprimento dos prazos quando o atraso já se concretizou. Nessa situação, é mais difícil obter o retorno dos valores, então, é fundamental agir de maneira proativa.

Mantenha um registro com as informações de compra e pagamento dos consumidores e entre em contato antes do prazo. Envie lembretes para que o comprador não se atrase por mero esquecimento ou falta de planejamento, por exemplo. Fazer isso também permitirá que os clientes mais próximos contatem o negócio e solicitem alguma condição especial, como a expansão de prazo.

Contudo, a cobrança antecipada tem que ser feita com boas práticas. É importante não coagir ou constranger o cliente, já que ele está no seu direito de fazer o pagamento apenas na data prevista. Além de tudo, uma insistência muito grande e incorreta fará com que a pessoa fique insatisfeita e se afaste, de modo a comprometer novas vendas no futuro.

Ao implementar essas dicas, é possível reduzir os problemas com a inadimplência nas empresas. Execute as ações de forma consistente e você verá que o planejamento financeiro do negócio será um dos grandes favorecidos.

Para ter outras dicas de gestão para o seu estabelecimento, assine nossa newsletter e tenha sempre conteúdos inéditos!

Kyvya Revoredo
Kyvya Revoredo é contadora, pós-graduada em comércio exterior pela UES. Gerencia a Contábil Rio, empresa com tradição no mercado de contabilidade desde 1955, executando um trabalho estratégico e utilizando as melhores práticas de redução de custos para as empresas.
Como cobrar os clientes? 7 dicas para prevenir a inadimplência nas empresas
Rate this post