Para quem ainda não sabe, o Brasil é um dos países que mais abriga empreendedores. Muitas pesquisas, quando não apontam o país em primeiro lugar, colocam-no em boas posições. Então, se você deseja fazer parte delas, é fundamental saber qual empresa abrir. E são muitas alternativas para avaliar: neste ano, alguns segmentos em especial se mostram ainda mais interessantes para começar essa nova jornada.

Contudo, é importante também optar por uma área com a qual você se identifique, para que o trabalho seja prazeroso e os resultados se mantenham sempre gratificantes. E lembre-se: decidir-se por um nicho que tem mais chances de sobreviver à crise também é um ponto a ser considerado para garantir sucesso.

Leia este artigo para conferir algumas sugestões de ramos que estão em constante crescimento e que podem ser um bom caminho para você. Depois, inicie seu planejamento e boa sorte na nova jornada!

1. Alimentação alternativa

Algumas condições de saúde, como intolerância a glúten ou a lactose, não são novidade alguma. Porém, as pessoas afetadas por esses problemas estão cada vez mais interessadas em cuidar melhor de si. O mercado percebeu essa movimentação e abriu as portas para um novo público, que quer e merece ser bem atendido.

Comercializar produtos apropriados para indivíduos com restrições alimentares é uma atividade de muita responsabilidade e que precisa cumprir uma série de determinações legais para funcionar. Não se esqueça de contar com fornecedores de confiança e ter respaldo de especialistas para vender recomendações.

Se procura por algo mais simples, o mercado fitness também é uma opção para ter um negócio próprio. Voltado para quem aprecia a boa forma física, essa é uma área que não para de crescer e está sempre repleta de novidades (e de clientes!)

2. Consertos e reformas

Ao se perguntar qual empresa abrir, pense que é essencial oferecer algo que seja realmente útil ao consumidor. Dentro dessa constatação, uma área que se destaca bastante é a de consertos e reformas de roupas, sapatos ou eletrodomésticos.

Em tempos de crise financeira, a população nem sempre tem como comprar novos artigos que estragam ou se desgastam como tempo. Os valores são altos, mas ao mesmo tempo, ninguém pode ficar sem alguns itens por muito tempo.

Esse nicho também vale a pena por ter um apelo sustentável. É indispensável ressaltar que as pessoas estão cada vez mais conscientes e dispostas a consumir melhor, tanto para economizar recursos quanto para contribuir com o meio ambiente. Propostas que envolvam a natureza sempre atraem a atenção, inclusive de parceiros e colaboradores. Ou seja, é uma empresa que tem tudo para dar certo.

3. Coworking

Nos últimos anos, os espaços de coworking têm se mantido no topo das tendências. O conceito de dividir está cada vez mais forte, uma vez que, dentro de escritórios como esse, todos os gastos são compartilhados. Economizar é um objetivo coletivo, de modo que essa indicação pode suprir seu questionamento sobre qual empresa abrir.

Outro fator que deve ser ressaltado é que, devido a uma grande onda de desemprego, as pessoas estão cada vez mais determinadas a trabalharem por conta própria. Nem sempre, porém, é possível fazer isso de casa, então existe mesmo uma procura forte por coworking.

Além disso, essa tendência pode atender a diversos outros ramos, como consultórios médicos, escritórios de publicidade ou advocacia. Basta escolher o que melhor atende suas propostas e investir com tranquilidade para obter retorno satisfatório.

4. Drones

Qual empresa abrir se seu foco está na tecnologia? Uma que trabalhe com drones pode ser a solução. Os dispositivos voadores cobrem diversas atividades e ações, que vão desde registros de lazer até acompanhamento de operações industriais. No agronegócio, por exemplo, eles são ferramentas em crescente utilização.

E mesmo que o drone já seja um sucesso, seu potencial ainda não está totalmente explorado, quando se trata de sua atuação na área comercial. Portanto, cabe a você ter boas ideias para implementar e desenvolver propostas para outros segmentos e ampliar suas possibilidades de uso.

Vale citar que os drones já estão regulamentados pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), o que facilita bastante a burocracia envolvida na abertura da empresa. E o que também estimula o interesse do público, já que tem total garantia de segurança.

5. Biojoias

Um conceito bastante valorizado no momento é o de produtos que sejam desenvolvidos a partir da nossa própria terra, com recursos naturais e que contemplem o que há de melhor em nosso país. O mercado de biojoias surge para materializar essa proposta ao confeccionar itens de bijuteria com materiais totalmente sustentáveis.

Pedras, sementes e folhas são os mais comuns, mas há quem vá mais além e aposte em capim trançado e bambu. O resultado é totalmente diferenciado do que normalmente se encontra em lojas do setor,  e reforça mais uma vez o conceito de sustentabilidade.

Produzir essas peças também é uma excelente oportunidade de extravasar a criatividade e desenvolver novos conceitos e modelos para as bijuterias. Quem sabe você não consegue até ser pioneiro em algum desses termos?

Em locais com forte turismo, por exemplo, a empresa de biojoias tem muitas chances de sair na frente, uma vez que visitantes sempre compram lembranças para si e para os amigos e familiares. Se esses objetos utilizarem matéria-prima proveniente da região, tanto melhor, pois o apelo fica ainda mais forte. Apenas certifique-se de que a produção não desrespeita nenhuma lei ambiental.

Ter um negócio próprio é o sonho de muita gente. Mas diante de tantas áreas promissoras, fica mesmo difícil escolher em qual área investir. Com esse texto, você conheceu algumas das melhores áreas onde investir nos próximos anos, antes de colocar as suas ideias em frente.

Lembre-se que há uma gama variada de possibilidades, e que é preciso pesquisar bastante sobre o investimento necessário para fazer com que ele tome forma. Trace um bom planejamento e conte com uma assessoria contábil de qualidade para administrar bem suas finanças e demais detalhes nesse momento tão delicado.

E, se ainda assim precisar de mais orientações, descubra sobre o passo a passo sobre como abrir uma empresa e começar logo a fazer bons negócios. Não se assuste com as etapas, que são menos complicadas do que parecem. Se você quer, você pode!

Kyvya Revoredo
Kyvya Revoredo é contadora, pós-graduada em comércio exterior pela UES. Gerencia a Contábil Rio, empresa com tradição no mercado de contabilidade desde 1955, executando um trabalho estratégico e utilizando as melhores práticas de redução de custos para as empresas.
Qual empresa abrir? Conheça 5 áreas promissoras para empreender
Rate this post